nome

senha










e-mail de destino

 Subscrever
 Remover











Greve

Comunicado | Greve – Reuniões de Avaliação | Exigência de Abertura de Processo Negocial na RAA



Como é já do conhecimento público, da reunião realizada ontem no Ministério da Educação, não resultou a assunção de qualquer compromisso por parte do Ministro da Educação – no respeitante à consideração do tempo de serviço congelado, ou em relação a qualquer outra matéria –, que cumpriu fielmente a estratégia de protelar a resolução das reivindicações apresentadas pelas associações sindicais de professores e educadores, alegando agora desconhecer os números relativos ao impacto financeiro que comporta a validação daquele período temporal, razão pela qual veio propor a constituição de uma comissão técnica paritária, que será incumbida de tal tarefa.


Justifica-se lembrarmos o que havíamos referido num comunicado nosso emitido a 18 de dezembro de 2017, em que afirmámos que seria fácil percecionar que o processo negocial em curso a nível do Ministério da Educação se perspetivava longo e complexo, e além disso inconsequente – como agora se constata –, em virtude de o Ministério da Educação e o Ministério das Finanças terem andado, durante meses, a apresentar valores relativos a um impacto financeiro que afinal não conhecem, tratando-se de informação que, não tendo qualquer consistência, apenas serviu para condicionar a opinião pública.

Reitera o Sindicato Democrático do Professores dos Açores – na linha daquilo que foi a sua atuação desde o final do ano passado –, a exigência da abertura de um processo negocial com o Governo Regional dos Açores, tendo em vista acomodar as reivindicações da classe docente desta Região Autónoma, porquanto tem competências para o fazer.

Os professores e educadores de infância dos Açores têm todas as condições para exigir que, à semelhança do que aconteceu na outra Região Autónoma, também nos Açores seja encetado um processo de negociação coletiva, pois poderão, a coberto dos avisos prévios de greve apresentados pelo Sindicato Democrático dos Professores dos Açores – relativos às semanas de 16 a 20 de julho e de 23 a 27 de julho –, tornar consequente a mobilização nunca antes vista e o esforço notável em que estiveram empenhados nas últimas seis semanas de greve às reuniões, prolongando a sua contestação.

A Direção aos 12-07-2018



Imprimir Noticia   


































Copyright © 2002-2008 | Sindicato Democrático dos Professores dos Açores | Todos os direitos reservados
Avisos Legais e Política de Privacidade | Envie um e-mail para sede@sdpa.pt com as suas questões ou comentários
Design: Pedro Ventura | Web Development: Anfibios, Lda